Dedetizadora Sorocaba, Dedetizadora em Sorocaba

Dedetizadora Sorocaba, Dedetizadora em Sorocaba

Dedetizadora Sorocaba, Dedetizadora em Sorocaba

Dedetizadora Sorocaba, Dedetizadora em Sorocaba

Dedetizadora Sorocaba, Dedetizadora em Sorocaba
Dedetizadora Sorocaba, Dedetizadora em Sorocaba
.

Dedetizadora & Dedetização

A nossa dedetizadora possui anos de atuação no mercado, tendo experiência singular no combate e controle de pragas urbanas e na higienização de caixas d água. Seu trabalho é orientado pelo Controle Integrado de Pragas Urbanas, que utiliza, um trabalho abrangente, incorporando recomendações preventivas, juntamente com o cliente e corretivas através do controle químico que juntos visam eliminar ou minimizar os riscos de ocorrência de insetos, roedores e pragas urbanas em geral, sempre buscando preservar o meio ambiente.

Somos uma empresa especializada no controle de pragas urbanas, estamos presentes no mercado desde 1998 oferecendo serviços que gerem saúde e bem estar para nossos clientes. Oferecemos os mais eficazes procedimentos para o controle de pragas urbanas e desinfecção de caixas d’água atendendo diversos perfis de estabelecimentos: indústrias, hospitais, comércio e residências.

Emitimos laudos técnicos que são uma exigência da vigilância sanitária para diversos estabelecimentos garantindo a conformidade do local em termos leis e normas de saneamento. Nossa equipe é formada por profissionais qualificados que sempre estão em treinamento/desenvolvimento conhecendo produtos, ferramentas de trabalho e formas de desenvolver os serviços com segurança e qualidade.

Na busca constante da excelência na prestação de seus serviços, a nossa dedetizadora possui uma equipe de profissionais altamente qualificados e constantemente treinados em programas de qualidade e segurança, sob orientação de um profissional da área. Utiliza métodos e produtos modernos, licenciados pelo Ministério da Saúde que proporcionam qualidade na prestação do serviço e segurança para seus clientes e colaboradores.

Missão Prestar serviços de Desinsetização, Desratização, Descupinização, Desinfecção em Caixa d’água e Afastamento de Pombos, de maneira eficiente, satisfazendo as necessidades dos clientes. Visão Ser notoriamente reconhecida como marca confiável e de referência, líder no mercado, associada a sistemas de saneamento. Valores Acreditamos que para chegar a excelência o caminho mais correto é através de valores baseados na ética, respeito ao próximo e ao meio ambiente, por esse motivo, estamos sempre em busca de desenvolvimento para agregar valor para nossos clientes.

Compromissos Atendimento personalizado; Equipamentos de última geração; Ética; Garantia; Orçamento sem compromisso; Pontualidade; Preços competitivos; Preservação da natureza; Profissionais devidamente treinados e identificados; Qualidade dos produtos utilizados; Respeito; Seriedade; Técnicos especializados; Tradição.

O DDT (sigla de diclorodifeniltricloroetano) é o primeiro pesticida moderno, tendo sido largamente usado após a Segunda Guerra Mundial para o combate aos mosquitos vetores da malária e do tifo. Sintetizado em 1874, suas propriedades inseticidas contra vários tipos de artrópodes só foram descobertas em 1939 pelo químico suíço Paul Hermann Müller, que, por essa descoberta, recebeu o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1948. O pesticida é sintetizado pela reação entre o cloral e o clorobenzeno, usando-se o ácido sulfúrico como catalisador. O estado químico do DDT é sólido em condições de temperatura entre 0° a 40 °C. É insolúvel em água, mas solúvel em compostos orgânicos como a gordura e o óleo e tem um odor suave. Trata-se de inseticida barato e altamente eficiente a curto prazo, mas a longo prazo tem efeitos prejudiciais à saúde humana, como demonstrou a bióloga norte-americana Rachel Carson, em seu livro Primavera Silenciosa (ou Silent Spring, no original). De acordo com Carson, o DDT pode ocasionar câncer em seres humanos e interfere com a vida animal, causando, por exemplo, o aumento de mortalidade entre os pássaros. Por este e outros estudos, o DDT foi banido de vários países na década de 1970 e tem seu uso controlado pela Convenção de Estocolmo sobre os Poluentes Orgânicos Persistentes. No Brasil, só em 2009 o DDT teve sua fabricação, importação, exportação, manutenção em estoque, comercialização e uso proibidos pela Lei nº. 11.936 de 14 de maio de 2009.[2] Como o DDT é facilmente transportado pelo ar e pela chuva, pode ser encontrado em lagos, por exemplo, mas quase sempre em níveis aceitáveis. A substância tem uma meia vida de vários dias em lagos e rios e se acumula na cadeia alimentar, pois os animais são contamidados por ele e depois ingeridos por seus predadores, que absorvem o DDT. O acúmulo de DDT na cadeia alimentar causa uma mortalidade maior do que o habitual nos predadores naturais das pragas, tornando questionável a utilidade do inseticida a longo prazo, uma vez que pode levar ao descontrole dos insetos. Além disso, o acúmulo da substância em peixes pode contaminar os seres humanos. O DDT apresenta grande eficiência no combate a mosquitos. Com ajuda do DDT, a malária foi banida de Portugal, da Flórida, da Itália e da Espanha, entre outros. No Brasil, houve erradicação da malária em estados como Ceará, Minas Gerais e Piauí. Em 1950, o então presidente Eurico Gaspar Dutra chegou a anunciar a erradicação da dengue no Brasil, graças ao DDT. Não existem pesquisas que demonstrem como seria o prisma de doenças como a dengue hoje se o DDT jamais tivesse existido, visto que ele combateu o inseto causador da dengue e ao mesmo tempo combateu pássaros e predadores naturais do inseto.